A Viagem Medieval em Terra de Santa Maria 2010: "Do Condado ao Reino"...um evento a não perder

31-07-2010 01:02

 A Viagem Medieval em Terra de Santa Maria 2010: "Do Condado ao Reino"

 
 
 
 
Do Condado ao Reino

monarquiaportuguesa.com,somosportugueses.com


(29 de Julho de 2010)


A Viagem Medieval em Terra de Santa Maria que em 2009 arrecadou o prémio “Melhor Evento Cultural”, na terceira edição da Gala dos Eventos, realizada a 1 de Junho, no Porto Sheraton Hotel, introduz na edição de 2010: a apresentação de novos espectaculos e cerca de 135 horas de animação durante o evento.

A produção da Viagem Medieval em Terra de Santa Maria 2010, conta com a presença de 490 elementos na animação; 36 grupos de animação circulante; 41 associações envolvidas; A criação de 14 novos espectáculos, inspirados no contexto histórico local e nacional;

A criação de 8 novas áreas temáticas, com apresentação de novos espectáculos, dinamizados por novos grupos; A criação da figura do ‘narrador" (dois actores feirenses na contextualização dos espectáculos no espaço e no tempo); A criação de imagem cinematográfica para o cartaz de promoção.

A frase -"No final do séc. XI, é criada uma nova entidade política: o Condado Portucalense"-, serve de mote à recriação histórica e época da Fundação de Portugal, que envolve cerca de duas centenas de actores e figurantes, que prometem surpreender os visitantes durante 11 dias de programação. O evento começou ontem com a apresentação das personagens e decorrerá até dia 8 de Agosto. Recorde-se que, em 2008, a Viagem Medieval também foi distinguida com uma menção honrosa, na terceira edição dos Prémios Turismo de Portugal (categoria “Animação”), que decorreu na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL).
 


Enquadramento Histórico - edição 2010
 
No final do séc. XI, é criada uma nova entidade política: o Condado Portucalense. Afonso VI, imperador da Hispânia, doa a sua filha Teresa, por altura dos seus esponsais com Henrique da Borgonha, o território de Coimbra até ao castelo de Lobreira, na Galiza, incluindo a Terra de Santa Maria, toda a terra de Lamego e de Viseu, acrescentando também a terra que os mouros possuíam, desde que a conquistasse e a acrescentasse ao seu Condado. Em 1112, o Condado Portucalense passa a ser governado por D. Teresa, mulher e viúva que enfrenta grandes desafios, superando-os graças aos seus talentos e sagacidade e ao auxílio de um bom grupo de nobres. Intitulando-se rainha em 1117, D. Teresa encontra-se numa vila a que chamam de Feira, situada extra-muros do Castelo de Santa Maria, onde faz doações a poderosos da Terra pelos serviços prestados na defesa da cidade de Coimbra, aquando do cerco dos almorávidas. Os jogos e as disputas pelo poder entre os diversos partidários geram confrontos armados que vão produzir mudanças de autoridade no Condado: após a batalha de S. Mamede, a 24 de Junho de 1128, a rainha perde o governo para seu filho Afonso Henriques, passando este a representar um novo domínio e uma nova soberania: a autonomia do Condado perante o reino leonês. E em 1139, em dia de Santiago, Afonso Henriques encontra-se no campo de batalha lutando contra os infiéis. Reconhecido pelos seus companheiros d’armas como um grande chefe e valoroso guerreiro, é alçado no seu escudo e aclamado rei de um novo reino: Portugal.
 

SITE OFICIAL & PROGRAMA:
http://www.viagemmedieval.com/index.php

—————

Voltar